sábado, 20 de fevereiro de 2010

No limbo...


A vontade, contida, incendeia o corpo que anseia por outro.

Não outro qualquer, mas aquele querido, desejado.

Esperar pelo momento enlouquece, atormenta: o encontro de dois mundos tão iguais, mas que se completam em suas sutis diferenças!

A agulha transpassa o tecido, como Penélope a ansiar por Ulisses: tecendo, bordando, desmanchando cada fio e reinventando novos bordados na luta contra os minutos que passam.

Só o beijo cala a boca que diz “Vem!”...

Só o toque aplaca o fogo que queima...

Só o enlace das mãos abranda o suplício da distância...

Só o encaixe dos corpos sacia e completa o encaixe das almas.

E quanto mais se prolonga a espera, mais crescem o desejo – pelo beijo, pelo toque, pelas mãos, pelo encaixe – e os dilemas! Pequenos dilemas que aumentam ao não encontrar segurança nas linhas de um desenho que se faz, se desfaz, se refaz...

É a cruel face da dúvida que acompanha as voltas do relógio e o sorriso inseguro no espelho, refletindo a alma irresoluta.

Entre o sim e o não, o limbo do talvez...

E assim, adormece-se, na aflição de mais uma noite a tecer sonhos, sem saber se eles irão um dia colorir a realidade...



^^

Hélia

21 comentários:

Alvaro Oliveira disse...

Olá Amiga Helinha

Lindo texto poético. Adorei

Convido-a a passar em meu blog e levantar meu selo de 5000 visitas,
que se encontra na barra lateral.

Beijinhos

Alvaro

Atreyu disse...

Fazia tempo que não vinha..
Mas acho que dessa vez você me impressionou!
Lindo poema

Max Psycho disse...

Caraca Helinha tu mandou muito bem no texto ein, parabéns gata

RENATA MARIA PARREIRA CORDEIRO disse...

Bom Dia minha querida Helinha!
Adorei************************
Só discordo do limbo. Anjos não ficam no limbo*******************


*Eu Vejo Você o Tempo Todo
Poema da Renata pra Helinha

Eu vi você em vários carros no trânsito. Atravessando a rua.

Também dentro das lojas, eu vi você conversando com as pessoas.

Tinha flores nas mãos, andava só na praia, riaaaaaaaa

Eu vi você no ônibus que passou, namorando.

Eu vejo você em muitos lugares. Vejo muito.

Mas na real não é você. É só a minha vontade de ver.

Minha imaginação. Desejo.

Cada um vê o que quer*

CADA UM VÊ O QUE QUER = CADA UM SONHA COM O QUE/QUEM QUER/DESEJA QUEM QUISER E DO SEU JEITO.


Beijos, meu Anjo*
Renata

Ana Maria disse...

Amiga, lindo poema!
Tenha um sábado deslumbrante.
Beijinhos iluminados!

Nanda Assis disse...

como é bom amar, dificil e n ter por perto.

bjosss...

Suzana Martins disse...

É o desejo que escorre entre a vontade de está perto e sentir o calor que adoça a alma!!
Lindo, flor!!
Beeijos

...EU VOU GRITAR PRA TODO MUNDO OUVIR... disse...

Pura poesia de amor!!

Que este limbo logo se torne presença!!

Um beijo carinhoso!

Sonia Regina.

Mariana & Roberta disse...

Olá.

Que texto fantástico, uma verdadeira inspiração!!
Ficamos ansiosas por ver mais.

Beijos

FOTOS-SUSY disse...

OLA HELINHA, MAGNIFICO POEMA...ADOREI...QUE TENHA UM FELIZ FIM DE SEMANA!!!
BEIJOS DE AMIZADE,


SUSY

Naty e Carlos disse...

"Foje... rápido...depressa...andam atrás de ti...as formigas...elas sabem que tu és a pessoa mais doce do mundo!"
Bom fim de semana
Bjs

Joakim Antonio disse...

Sim, não, talvez, desejos, contidos, incontidos, querer maior, razão menor, espera que maximiza o tesão, o querer, das mãos, boca e de todo o ser.

No limbo ficam todos desejos perdidos, mas que sempre podem ser encontrados!

Adorei

Bjs

Luna Gandra # disse...

Nossa, você anseia mesmo por alguém né?
Tomara que esse alguém venha logo

Gente Fina disse...

O beijo, o toque, a magia e o prazer...
Servem como doces e ácidos temperos a alma delirante.

Seus escritos são lindos, instigantes e impressionantes. Aguçam todos os sentidos!!
Um beijo imenso!

rouxinol de Bernardim disse...

Um oásis neste deserto da blogosfera! Enfim, água fresca....

Vivian disse...

...Helinha querida,
aqui, como sempre, pura sedução!

adoro...

beijo grande!

Magnun disse...

Oi amiga Mineira,como seu blog é muito cheio de amor e de paz...
Parabens,
Magnun

Pelos caminhos da vida. disse...

Começe a segunda feira fazendo uma limpeza!
Varra de seu coração:
a tristeza, a angústia, a aflição,

Varra de sua vida:
a inveja, a maledicência, a fofoca

Varra do seu corpo:
a preguiça, o tédio, os maus pensamentos

Varra de seu caminho:
o mau olhado, o mau agouro, o mau pressentimento

Deixe fluir a alegria de sua alma
Trabalhe seu corpo para o bem

Agradeça por seu trabalho
e acima de tudo
começe sua semana com
FELICIDADE no coração

Pois novos horizontes se aproximam
novas alegrias irão chegar
e seu coração
estará pronto pare receber tudo isso.

Desejo a você, uma linda semana!

beijooo.

sarah disse...

Somos tão dependentes de alguem, de um sentimento, de um geste sempre não é mesmo?

só temos que tomar cuidado para essa falta desses sentimentos não domine nossa libido

adorei o texto! bjs.

Andre Martin disse...



Só você descreve a paixão de modo tão objetivo e ao mesmo tempo sentido! Faz ter sentido com esses "só-faz"!

A dúvida, insegurança e hesitaçãao faz parte do ser humano, assim como a necessidade de certezas, dos sonhos/metas e realização dos desejos.

Felizes aqueles que conseguem, que ousam e são bem sucedidos!

Tatiana Kielberman disse...

"E assim, adormece-se, na aflição de mais uma noite a tecer sonhos, sem saber se eles irão um dia colorir a realidade..."

Amada Helinha,

Perdoe-me por usar suas palavras para ilustrar o comentário, mas elas são mais certeiras ao meu coração do que qualquer outra tentativa de explicação!

Talvez eu ainda tenha dúvidas quanto àquilo que irá colorir minha realidade no futuro... sonhos urgentes, desejos para ontem, mas o fato é que a rotina parece ser mais dura e rude do que poderíamos supor que fosse!

O jeito é dar valor ao que já colore o cotidiano AGORA... e uma das minhas cores mais lindas é você!

Obrigada... por tudo!

Um beijo enorme, com carinho!!