domingo, 21 de novembro de 2010

Permita...


Deixe que minhas mãos afoitas
enlacem por inteiro seu corpo
em um abraço intenso, num fogo a arder.

Consinta que minha boca curiosa
explore cada parte de sua pele
em doces beijos, a lhe aquecer.

Aceite que minha língua sedenta
descubra deliciosos caminhos
em ousadas carícias, a lhe enlouquecer.

Transmita a mim o poder
de conduzir nossos corpos
em uma dança, de gozo e puro prazer.

Permita-se gemer como queira
com brados loucos ou bem baixinho,
em um êxtase total, a nos envolver.

Permita-me sorrir, satisfeita,
quando, aninhada em seus braços,
em um momento de paz... adormecer!

^^

Hélia

11 comentários:

Manuel Pintor disse...

Aceite permitir-se
tudo quanto sua alma
intensa
exige
do seu
do meu
corpo rendido

Silvana Villas-Boas disse...

Oi amiga Flor

Adoerei esta tua poesia tão precisa e tão apaixonada. Você sabe como ninguém, descrever as emoções e íntmas sensações de um ser que ama e é amado. Parabéns pelo poema tão especial e sincero.

Bjussss
Sil

Silvana Villas-Boas disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Silvana Villas-Boas disse...

OPS!

Esqueci de complementar... Teu Blog tá super lindo no novo Layout.
Tá Show...

Suzana Martins disse...

Primeiro, vou começar pelo layout que está PERFEITO... MARAVILHOSO, viu?!! rs.. mas isso você já sabe! rs...

Permitir. Deixar. Sentir.
Inverter os beijos,
sempre com os mesmos desejos...
sentir... amar.. permitir.

Beijos Lindaa!!^^

Tatiana Kielberman disse...

Bem... é sempre difícil começar a comentar qualquer coisa que você escreve, né? E, na verdade, você nunca escreve "qualquer coisa"... rsrs!

Li e reli o poema algumas vezes... pude visitar as cenas, revisitá-las mais um pouco, sonhar com elas um bocado e, enfim, imaginá=las em um futuro próximo...

Você tem esse dom maravilhoso de aproximar as almas, dar vida aos sentimentos e torná-los palpáveis, reais, ternos, válidos, serenos!

Nesse clima de "permissões" completamente concedidas, permita-me dizer, querida poetisa, que seus versos são encantadores!

Amo você!!

Beijos, com carinho!
(o lsyout está perfeito! #ladoperverso e #ladobonzinho)

...EU VOU GRITAR PRA TODO MUNDO OUVIR... disse...

Helinha!

Belo,ardente,apaixonado!!!

Saudades!!

Sonia Regina.

manuel afonso disse...

Bonito poema de amor. A entrega e exploração dos corpos que leva ao extase da felicidade e de bem estar, só podia levar ao momento de paz e, em segurança, adormecer.
Muito lindo

...EU VOU GRITAR PRA TODO MUNDO OUVIR... disse...

Helinha!

Uma decisão em belo poema!!!

Muito,muito bonito!!!

Um beijo carinhoso!

Sonia Regina.

João Poeta disse...

Oi,Helinha, somente hoje é que pude ver o seu comentário no meu blog. Ando afastado da blogosfera, mas pretendo voltar breve. por enquanto, vou dando asas aos meus sonhos dourados.
Parabéns pelo post.
Um abraço.
Feliz natal!
Até...

T@ty disse...

Amora Delicious

Permitir-se é o caminho.

Poesia quente, gostosa, sensual e saborosa.

Amo ler-te!

Delicio-me!

Beijos