quarta-feira, 26 de agosto de 2009

"Sou mulher de um homem só!!"


Ela é como o urso panda, está quase extinta do planeta.

Quando alguém a ouve dizendo “sou mulher de um homem só”, corre para o celular mais próximo e chama a imprensa para documentar. Quem é, afinal, essa mulher tão rara?

A mulher de um homem só casou virgem com um escritor que detesta badalação. A última festa a que ele compareceu foi a do seu próprio casamento, a contragosto. Ele só gosta de música barroca, uísque e poesia. Não quis ter filhos. É um homem terrivelmente só que se casou apenas para que alguém cozinhasse para ele, pois odeia restaurantes.

A mulher do homem só tenta animá-lo. Convida-o para subir a serra e comer um fondue. O homem faz que não com a cabeça. A mulher convida para ir a uma festa de antiguidades. Ele dá um sorriso sarcástico. Ela convida para um teatro. Ele pega no sono antes que ela diga o nome da peça.

O homem só gosta de ficar em casa. Não vai ao cinema, nem aos parques, nem a bares. Não visita ninguém. Não votou nas últimas eleições. Não comparece às reuniões de condomínio. Tem alergia a gente.

A mulher do homem só tentou festejar os 50 anos dele. Convidou os poucos conhecidos do marido: um irmão, o editor e a mulher deste. Comprou cerveja, colocou o cd do Paulinho da Viola e flores nos vasos. Os convidados chegaram e se foram sem ouvir a voz do homem só. Ele apenas resmungou um obrigado quando recebeu um livro do editor e disse qualquer coisa inaudível ao ganhar meias do irmão. Passou calado a noite inteira. Quando pediu licença para ir ao banheiro, não voltou mais.

A primeira vez que a mulher do homem só disse “sou mulher de um homem só” foi para o motorista de táxi, que ficou muito impressionado. Ela era jovem, bonita, mas tinha uma tristeza comovente no olhar. Era a última corrida dele e, impulsivamente, convidou-a para uma caipirinha. Ela aceitou e, pela primeira vez em muitos anos, teve uma noite animada!

A segunda vez que ela disse “sou mulher de um homem só” foi para o vizinho do sexto andar. Estavam sozinhos no elevador e ele fingiu não ouvir. Nunca haviam trocado um bom dia, quanto mais uma confidência. Mas ela repetiu: “sou mulher de um homem só”. Dessa vez falou de um jeito tão carente que ele se viu obrigado a tomar uma providência. O sexto andar acabou mal falado no prédio.

A mulher do homem só, então, passou a ter a agenda cheia: o professor de computação, o gerente do banco, o dono do posto de gasolina. Vivia pra cima e pra baixo com seus novos amigos: cinema, shopping, vernissages. Não corria o risco de encontrar o marido em nenhum desses lugares.

Começou a usar decotes, maquiagem e ria alto. Nunca se sentira tão feliz. Surgia cada dia com um parceiro diferente nas festas, nas inaugurações de lojas, nos passeios pelo mercado público. Ganhou má fama. E quanto mais o povo falava, mais ela desdenhava.

Ninguém fazia a mínima idéia do que era ser a mulher de um homem só!

(Martha Medeiros – A mulher de um homem só)

Queria postar esse texto há um tempão... gosto muito (li há muitooos anos)!! Mas não achava de jeito nenhum e quando achei não dava pra copiar e colar... E a preguiça de digitar?? rsrs

Mas venci a preguiça e aí está ele...

Enfim...

Por isso que eu nunca quis ser mulher de um homem só!! Não é nada fácil...

^^

Hélia

25 comentários:

Max Psycho disse...

Eu também sou homem de uma mulher só, um ade cada vez é claro, bjus

Amiga do Cafa ( Celamar ) disse...

Helinha,
depende do homem....
ás vezes um homem só vale por mil..
Em compensação, três, quatro, que batendo no liquidificador não dá meio copo.. risos.
Bom, escritores são " seres" muito estranhos e cheios de mania.
Para ser mulher de UM HOMEM SÒ há de se ter muita fibra.
Beijos

FOTOS-SUSY disse...

OLA HELINHA, MARAVILHOSO TEXTO, BELA FOTO...GOSTEI DO TEXTO AMIGA...
CONTINUACAO DE BOM FINAL DE SEMANA...
BEIJO E ABRACO DE CARINHO!!!

SUSY

Janeth disse...

EL AMOR ES LA ESENCIA Y LA LUZ DEL ALMA

Rosi disse...

Martha Medeiros é um must, não é mesmo?

Linkei o sue blog para acompanhá-la de pertinho.

Um ótimo dia.

Déia Arakaki disse...

Facil ser mulher de um homen quando o mesmo te preenche em todos os sentidos..
Mais é muito dificil ou melhor quase impossivel ser mullher de um homen Só no sentido de solitario.
É exaustivamente cansativo e solitario viver só estando sozinho.

Beijos

Te adoro linda

, pequena notável # disse...

O meu post anterior foi falando sobre a outra mulher. A mulher moderna .
Interessantíssimo também ! ;*

Jéssicaa disse...

depende do homem! mas pra tudo ha de se ter um equilibrio...
otimo texto...bjs

Alma inquieta disse...

Olá Helinha,

Muito bom o texto!
Muita boa a tua ironia!

Beijos.

Dalinha Catunda disse...

Helinha,
Gosto muito dos assuntos que você aborda.
As Crônicas de Martha Medeiros são ótimas.
Eu acho que cada ser humano tem seu universo. Respeitar a individualidade de cada um, é um passo importante para uma vida à dois sem dilemas. Mas também acho, que quando nos propomos a ser um PAR, devemos tentar adaptar nossa vida a do outro. Não quero dizer com isso, que tenhamos que nos anular. Apenas fazer pequenos acertos para o encaixe.

Um abraço,
Dalinha

Everson Russo disse...

TAmbem sou homem de uma mulher só, o amor merece essa liberdade e exclusividade...beijos e um lindo final de semana.

MEUS PENSAMENTOS disse...

AMEI!!!
TEM SELINHO PRA VC!

meus instantes e momentos disse...

Um homem só = Uma mulher só.
Gostei do texto.
Gosto de ti.
Maurizio

Candinho Anjo disse...

Boa tarde querida amiga Helinha.

Hoje só vim trazer uma declaração falando de nossa amizade,
amizade que alteia, que não chateia, que é gostosa como a lua cheia, que supera divergências, que não mede as consequências quando é pra ajudar, que nunca cede às pressões de terceiros, que é suave como caminhar em um terreiro e que permanece unida com os laços da verdadeira fraternidade.

“De acordo com a mulher rara é sinal de que as famosas

“Amélias” estão acabando, felizmente.”

Deixo como sempre meu mais carinhoso afeto em seu coração.

Beijos.

Stella Tavares disse...

Que bom que você venceu a preguiça, Helinha. Brindou-nos com um texto maravilhoso da incrível Martha Medeiros. Adorei!.
bjos.

*Adriana* disse...

Menina! Obrigada por se desfazer da preguiça, li e reli. Quando comecei a ler fiquei com pena dessa mulher "diferente" e no final gargalhei estupefata. Fiquei interessada nessa autora, outro dia, estava de baixo astral e encontrei um poema dela que coube em mmeu astral como se encomendado para mim.

beijocas e ótimo fim de semana
Adriana

Barbara disse...

Há fases e fases.
Assim como o estígma de ser mulher de um homem só é coisa questionável, o outro lado da moeda, se levado de modo exagerado, também criará outro estígma.
Seria melhor que ela fosse mulher dela mesma antes de qualquer outra coisa.
Aí sim, ela pode ser de 1 ou de 1000 - que estará sendo coerente com o que ela é prá si mesma.

Fernanda disse...

eu já me senti essa mulher se um homem só...
só q antes de eu sair dizendo por aí... acabamos o namoro!
kkkkkkkkkk
=P
hahahahahaahahahahahaha...
Mas, sou fiel... nesse sentido, sou mulher de um homem só!
;)
beijinhussssss

Flor disse...

Veja se eu percebi, ela quando dizia que era mulher de um homem só é porque o marido era um solitário, não que ela lhe fosse fiel. Ah eu não gostaria de ser uma mulher de um homem só...

Beijos queroda

Flor

Valdemir Reis disse...

Olá amiga Helinha.
Aproveito e venho matar a saudade fazendo uma visita. Valeu chegar até aqui! Confesso que gostaria de voltar com mais freqüência, porém o “MBA” continua firme e o tempo ficou muito dividido, entretanto organizei momentos para visitar os preciosos amigos(as). Na oportunidade quero compartilhar de Machado de Assis o poema: “BONS AMIGOS. Abençoados os que possuem amigos, os que os têm sem pedir. Porque amigo não se pede, não se compra, nem se vende. Amigo a gente sente! Benditos os que sofrem por amigos, os que falam com o olhar. Porque amigo não se cala, não questiona, nem se rende. Amigo a gente entende! Benditos os que guardam amigos, os que entregam o ombro pra chorar. Porque amigo sofre e chora. Amigo não tem hora pra consolar! Benditos sejam os amigos que acreditam na tua verdade ou te apontam a realidade. Porque amigo é a direção. Amigo é a base quando falta o chão! Benditos sejam todos os amigos de raízes, verdadeiros. Porque amigos são herdeiros da real sagacidade. Ter amigos é a melhor cumplicidade! Há pessoas que choram por saber que as rosas têm espinho, há outras que sorriem por saber que os espinhos têm rosas!” Desejo um ótimo fim de semana. Muito sucesso, muita paz e luz. Brilhe sempre! Fique com Deus. Felicidades.
Valdemir Reis

...EU VOU GRITAR PRA TODO MUNDO OUVIR... disse...

Se o homem é só não há motivo para que a mulher morra de solidão...

Excelente texto e excelente atitude desta mulher...como será que anda o homem?Deve continuar só...opcão dele!!!

Um beijo querida!!

Sonia Regina.

RENATA MARIA PARREIRA CORDEIRO disse...

Como ser mulher de mais de um? Como amar mais de um?
Sabe, Helinha, hoje estou alegre e triste, mescla de ambos os sentimentos. E por falar em tristeza e alegria ao mesmo tempo, estou aqui para lhe comunicar que o EU E DAÍ? está dando uma festa para o Blog do Everson que completa 1 ano. Tem poema, casa onde é a festa, bolo, rosas, tudo. De graça, é só ir, não paga nada.
Beijos,
Renata
PS: Falei tristeza e alegria, porque o poema se chama A MENINA TRISTE.

Ana Maria disse...

Concordo com vc Helinha.
Difícil ser mulher de um homem só.
Rs...
Beijinhos amiga.

Mustafa Şenalp disse...

Çok güzel site :)

montagens de movéis disse...

amei ter encontrado esse texto lembro que o li em uma pagina de reviste em um banheiro publico na rodoviaria de salvador guadei por muito tempo e o perdi ele é otimo