segunda-feira, 26 de abril de 2010

Para sempre e depois de sempre...



"Não sei porque você se foi
Quantas saudades eu senti
E de tristezas vou viver
E aquele adeus não pude dar...
Você marcou na minha vida..."



[Deus... Que saudade da minha amora...]

Meus queridos amigos blogueiros, que sempre estiveram por aqui, mesmo com toda essa minha ausência... Nem sei como agradecer o carinho de vocês! Mas vou contar-lhes o que se passou comigo e o motivo da minha ausência ter se prolongado ainda mais (no dia 09/03 eu havia rascunhado uma postagem sobre prêmios recebidos, mas tive dificuldade nos links; depois fiz um post no dia 29/03 e ia publicá-lo, mas não me sentia bem e ele ficou no rascunho)... É uma longa história...

Por tantas vezes comecei a escrever uma postagem aqui no blog sobre minha amiga/amora/confidente/conselheira/anjo/parceira/cúmplice Tati Monteiro... e não conseguia...

Fazia tão pouco tempo que eu havia escrito um post pelo aniversário dela no blog Pau de Dar em Doido (dia 28/03)... Lá foi fácil, eu estava feliz, comemorando... contando os dias para que ela chegasse em BH e pudéssemos nos ver... Mas agora... Agora a dor da perda era grande demais, as lágrimas desceriam a cada palavra digitada... Só conseguia pensar em escrever textos com tristezas e revoltas e isso eu não queria! Porque entre nós duas nunca houve essas palavras (houve tristeza, mas provocada por outras pessoas e nós compartilhamos esses momentos, uma oferecendo colo pra outra)...

Naquela noite de 26 de setembro de 2009, quando a Tati entrou na minha vida, eu não poderia prever que encontraria alguém que se faria tão importante e especial para mim!

Algumas pessoas permanecem em sua vida por anos... Algumas você encontra todos os dias... E,apesar disso, essas pessoas não têm a menor noção de quem você é! Não sabem dos seus sonhos, seus anseios, seus desejos, seus medos, suas alegrias verdadeiras...

Minha convivência com a Tati foi por pouco mais de 6 meses... mas que valeram por toda uma vida!

Nos últimos meses, com exceção da minha família, ninguém esteve tão presente em minha vida quanto ela! Conversávamos todos os dias! E várias vezes ao dia, e de diversas formas: pelo Twitter, pelo msn, por ligações no celular (ah, que maravilha o plano Infinity da Tim, que nos proporcionava conversas de mais de uma hora: DDD a preço de ligação local!), por mensagens no celular...

Ela sabia tudo o que se passava comigo e me contava também tudo o que se passava com ela... Muitas vezes vinha um: "Nunca falei disso com ninguém..." ou então um "É muito raro eu tocar nesse assunto..." e aí ela abria seu coração... Eu falava mais ou menos a mesma coisa e foi assim que ela ficou sabendo de coisas minhas que eu não queria contar nem pra mim mesma!

Ela dizia: "Eu amo você como você é, e sei que você me ama do jeito que eu sou..."

Mas como não amá-la?

Quem via a Tati em sua humildade e simplicidade, não imaginava a pessoa fantástica que ela era! Escritora, poeta, dona de excelentes sites, colunista em outros, reconhecida (ela estava sendo até tema de pesquisa de mestrado - de um estudante da Paraíba!!) , inteligentíssima, culta... Tudo isso me fazia admirar demais essa menina... Sentia um orgulho danado dela!

Mas o mais importante na Tati nem era isso... Era a pessoa tão especial e única que ela era! O ser humano lindo, a amiga sempre presente!

Ela não descansava, sempre pesquisando, trabalhando, especialmente nas atualizações e na organização daquele que se tornou seu sonho: o portal Prosa em Verso! Quando, finalmente, tirou uns dias para viajar e descansar, voltou dizendo estar com a consciência pesada, porque muitos amigos tiveram problemas e precisaram dela e ela não estava "por perto" para ajudar! Ela era assim...

E quando a gente agradecia, ela dizia: "Carinho não se agradece: plante um girassol!"

Por esse jeito da Tati, de querer cuidar de todo mundo, de querer ajudar todo mundo, eu sempre dizia pra ela: "Você conserta minhas asas e me ensina a voar todos os dias"... Era verdade! Ela ensinava todo mundo a voar... Era lindo isso nela: ela não alçava vôos sozinha, levava todo mundo com ela!

Nesse nosso tempo de contato diário e intenso, eu nunca tive nada, nada mesmo que reclamar da Tati! Mesmo com os melhores amigos, a gente sempre tem alguma mágoa, alguma coisa que a gente diz: "Adoro essa pessoa, mas naquele dia..."! Com ela eu nunca tive nada! Nem um momento ruim!

Eu já estava acostumada a ver as pessoas sumirem, perderem contato, saírem da minha vida... No mundo virtual ou no mundo real. Por diversos motivos. Muitas vezes eu parava e ficava pensando nisso. Pensava em uma pessoa e dizia pra mim mesma: "Ah, essa pessoa pode se afastar de mim um dia por esse motivo... essa outra pessoa por aquele motivo"... Mas eu tinha certeza que a Tati nunca se afastaria! Eu chegava a pensar que, mesmo que todos os meus amigos tivessem que se afastar, eu sempre teria a minha amora Tati! Certeza imensa de que ela sempre estaria comigo!

Ela chamava todo mundo de tatu e eu chamava todo mundo de amora... Foi assim que ela criou meu apelido: tatuamora! Ela dizia: #amotutatuamora... E eu dizia: #amodemaisdaconta... E ela condensou tudo naquilo que passou a me dizer, toda vez que nos despedíamos... Ela dizia sempre: #amotutatuamorademaisdaconta!

Que bom... Nunca nos despedimos sem essas demonstrações de carinho! Nunca!



Ela dizia que me amaria pra sempre... E eu respondia: “E eu, para sempre e depois de sempre”!

Vivíamos bloqueadas pelo Twitter, por excesso de tweets, tanto eu como ela (e junto conosco a querida Patricia!), especialmente quando estávamos num bate-papo com a Sil, o Well, a Paty, o César, o LF, a Sandra e a Roberta! Era uma bagunça e uma alegria! Tanto que o Twitter não agüentava a tagarelice e por isso éramos bloqueadas! E nesses momentos entrávamos em outros perfis que criamos. Numa de nossas últimas conversas no Twitter, aconteceu que eu fiquei bloqueada e entrei no meu segundo perfil. Logo depois, lá vinha ela, no segundo perfil dela também, dizendo que tinha sido bloqueada! O LF perguntou: "Vocês combinaram de ficar bloqueadas juntas, é?"... E ela respondeu: "Nunca que eu ia deixar a minha tatuamora sozinha"! Eu tinha certeza disso!

Ela viria para Belo Horizonte no dia 08 de abril e nós estávamos contando os dias (daqui ela iria pro Maranhão e se encontraria com a Sandra Cajado, que ela tanto amava e chamava de #tatumommy)! Numa conversa no msn ela me mandou a imagem das passagens de avião... Ela dizia: "Vou voar pra perto de você, amora!"...

Conversei com a Tati no dia 04/04 pela manhã... E depois disso ela sumiu, não deu mais notícias. No dia 05, no dia 06 e no dia 07 eu liguei pro celular dela e mandei mensagens... Na última, enviada no dia 07, às 23h, eu disse apenas: "Dê notícias, estou angustiada..."! Nada. Nenhuma resposta. Meu coração ficou apertado. No dia seguinte, 08/04, às 12:50h, um telefonema e a notícia que dilacerou de vez meu coração: minha amiga, minha amora, minha confidente, minha cúmplice e conselheira havia falecido... Não vou dizer o que senti nos instantes que se passaram depois disso. Nem no restante do dia, nem nos dias que se seguiram... Foi tanta dor, tanta dor...

Minha amiga morreu com apenas 30 anos (tinha feito aniversário há uma semana!)...

Eu não queria entrar no Twitter, não queria entrar nos blogs, nem mesmo usar internet... Não suportava olhar para o meu celular e o desliguei! Só havia tristeza, dor e vazio dentro de mim... Eu não sabia o que fazer e nem queria fazer mais nada! Só chorar e chorar...


Mas alguns dias depois eu tive um sonho com ela... E no sonho ela estava em um lugar muito claro e iluminado. O rosto dela também era claro e iluminado e tinha um imenso sorriso! E ela dizia: "Tatuamora, não chora! Eu estou bem! Entendo tudo o que aconteceu e não sinto mais dor..."! Quando acordei, percebi que eu tinha que continuar a sonhar e voar... por ela!

E um dos meus maiores objetivos é continuar mantendo o Prosa em Verso no ar, site que era o sonho dela e que se tornou sonho de todos nós, que escrevemos lá, também!

Não vou mentir... Ainda há momentos em que eu me lembro dela com tanta força! E aí não dá pra segurar e choro muito... Releio os emails, as conversas salvas no msn, as DMs do Twitter, as mensagens no celular... E ainda dói muito! Mas aos poucos a dor vai se transformando em saudade e em lembranças...

Quando eu vejo quantas pessoas a amam, quantas pessoas ela ajudou de alguma forma, quantas pessoas se tornaram melhores depois de tê-la conhecido... isso é maravilhoso!

Nunca vou esquecê-la e sei que um dia nos reencontraremos...

O que a Tati me ensinou, o que ela representou na minha vida, a amizade pura e sincera que partilhamos, isso eu vou levar comigo... Para sempre! E depois de sempre...

Hélia

P.S: Um dia a Tati me mandou uma música... eu amei a letra! E passei a postar essa canção sempre! E quando postava eu dizia: "Para todos os meus amigos, e em especial para Tati Monteiro, que conserta minhas asas todos os dias... A música é "Tudo o que eu vivo", com a Laura Pausini... Fiz um vídeo com a música, homenagenando a Tati... Veja abaixo...

19 comentários:

Alma Inquieta disse...

Olá Helinha!

Sobram as palavras depois de ler as tuas... e as lágrimas também, porque posso imaginar a dor que estás sentindo...
Mas lembras-te do que me dizias quando eu passei por um sofrimento assim?
Agora digo-te o mesmo... mantém o sorriso lindo que ela gostaria de ver em ti!

Tens o meu carinho sempre...
Gosto muito de ti.

Um beijo enorme e boa semana... ou o melhor possível.

FERNANDINHA & POEMAS disse...

OLÁ QUERIDA HELINHA, ESTOU SEM PALAVRAS... MEU DEUS... PORQUÊ TÃO JOVEM... SÃO OS DESÍGNOS DO SENHOR... MAS FICO COM UMA DOR NO CORAÇÃO...CONFIA EM DEUS AMIGA... ABRAÇO-TE COM TODO O CARINHO E AMIZADE,
FERNANDINHA

Alvaro Oliveira disse...

Amiga Helinha

Depois de ler seu post, me senti
tão emocionado com essa triste ocorrência, que neste momento sinto faltarem-me as palavras para
le manifestar a minha solidariedade
com a sua dor. Não quero, nem posso imaginar, como iria sentir-me
se um dia recebesse um choque igual
a esse.
Apesar de sua amiga TATI não estar entre meus seguidores, razão porque não a conhecia, senti uma amargua imensa ao tomar conhecimento do caso. Logo vi vc, em estado lastimável de comoção e de dor. Mas sua amiga não quer vê-la chorar. Então sempre lhe mostre
seu sorriso.
De mim, poderá sempre contar com um carinho.

Beijos, amiga

Alvaro

Tatiana Kielberman disse...

O que dizer?

Me emocionei demais, querida... acho que foi uma das homenagens mais lindas feitas pra Tati! Pode ter certeza de que ela recebeu isso com todo o coração, onde quer que esteja!

Um beijo grande!

Sandra Cajado disse...

Minha maninha do coração #tatuamora me emocionei tanto com o texto quanto com o vídeo.
Foi tão intenso a sua escrita que gostaria de ter lido mais,mais e ,mais e mais mais...
Obrigada querida por compartilhar tudo isso conosco.
Amo você e tenha certeza que iremos fazer de tudo pra continuarmos o sonho da nossa menina.
#amotutatuamorademaisdaconta
beijos,da sua mana Sandra ^^
Choros incontidos.

sarah disse...

Eu conhecia ela do twitter, e fiquei espantada com o que aconteceu.
Com certeza ela está num lugar bem melhor que nós.


:D
só temos que estar felizes..
mas a saudade fica !

beijos
@sarowhiisky

"o escondido"
http://encabuladas.blogspot.com

Helinha disse...

Queridos Amélia, Fernandinha, Álvaro, Tati, Sandra e Sarah...

Fico emocionada demais com tanto carinho...

Vocês também são como girassóis que deixam minha vida mais bonita e feliz...

Obrigada!

Beijos cheios de ternura!

Paulo Tamburro disse...

HELINHA,

DESCULPE FUGIR AO TEMA PROPOSTO.

PORÉM TENHO UM CONVITE. LEIA:

"O COMPORTAMENTO SEXUAL DO POVO BRASILEIRO",

QUE É A CRÔNICA/PESQUISA DO MEU BLOG DE HUMOR:

"HUMOR EM TEXTO", DESTA SEMANA.

SAIBA A VERDADE, COMPROVADA SOCIOLOGICAMENTE, E

TIRE SUAS CONCLUSÕES.

VOCÊ PODERÁ NÃO ACREDITAR.

SÓ CONFERINDO.

SOMOS UMA NAÇÃO DE MANÍACOS SEXUAIS, MENTIROSOS HIPÓCRITAS OU REALMENTE, " DIABO SE ESCONDE NOS DETALHES..."

OU AINDA COMO DIZIA NELSON RODRIGUES:

-"SE AS MINHAS RAZÕES NÃO CORRESPONDEM A REALIDADE , ENTÃO QUE SE DANE ESTA TAL DA REALIDADE"

UM ABRAÇÃO CARIOCA.

Franzé Oliveira disse...

"O sempre...
Sempre acaba".

Sinto muito pelo o que aconteceu.
Beijos.

Alma Inquieta disse...

Olá Amiga Helinha!

Há um presente no meu blog que quero partilhar contigo... dessa forma quero que participes da minha alegria... se o desejares leva-o... ficaria muito contente...!!!

Um beijo.

Alma Inquieta

Glenda G.y Dias disse...

Que lindo, Seixinho!
Eu to aqui; Conte comigo para sempreeeeeeeee!
Fazemos do amor em comum o nosso elo!

Bjos

Psycho Lés disse...

Querida...
é a primeira vez que entro em seu blog. E fui tomada por uma grande emoção ao ler seu post.
Realmente lamento muito.
Não sei muito de que forma, mas se precisar de algo... pode contar com esta leitora...
beijos

http://psycholes.blogspot.com/

...EU VOU GRITAR PRA TODO MUNDO OUVIR... disse...

Bela homenagem mais que merecida!!!

Só o tempo é capaz de amainar essa perda!

Fique em paz e tenha certeza de que ela está bem ,como ela mesma lhe disse...

Um beijo carinhoso!

Sonia Regina.

Magnun disse...

Hélia, todos nós passamos por esses momentos angustiosos. Há pouco tempo perdí minha irmãnzinha caçula aos 46 anos de idade. Até hoje, seu orkut e seus e-mails estão abertos, por falta de coragem de fechá-los.era uma menina que contagiava à todos, tinha uma legião muito grande de amigos virtuais, e até hoje, muitos deles não sabem o que aconteceu com ela.
O que tenho pra te dizer, é que continue assim,alegre,não mude seu comportamento,viva sua vida com muito amor, e deixe para Deus a certeza que você fez tudo diante da vontade dele.
ufa, conseguí.
Magnun,um pouco triste também.

Inside Me disse...

oh menina, q triste por sua amiga viu... força, tudo vai se ajetar, Deus te ajudará... bj grande

Joakim Antonio disse...

Há pessoa que marcam muito a vida das outras e a Tati é uma delas, porque ela continua marcando em tudo que foi e em tudo que nós, admiradores dela, seremos.

Apesar ter me ausentado, eu mandava as colunas e dizia no email o porque de estar ausente.

Lembro como fiquei feliz como o convite para escrever no Prosa em verso, como as palavras dela sempre eram muito queridas e seus comentários foram muito marcantes para mim.

Fiquei abalado com a notícia, como você e muitos outros, só essa semana estou voltando a escrever normalmente e deixei seus post de lado, pois sabia que seria e foi muito sentido por mim.

Suas palavras também sempre significaram muito, assim como as dela, porque a gente sente o carinho de vocês nelas.

Espero que seu coração esteja mais calmo, muita luz para você Helinha.

Bjs e um Feliz dia das Mães!

Blogadinha disse...

Olá Helinha,
Sempre ouvi da morte que somos egoístas no seu choro. Que choramos pela falta que alguém nos irá fazer e não pela morte em si.

Uma vez experimentada a dor, ela é tudo isso que contas no relato: angústia, sentimento de injustiça, norte perdido... e perda muita.

Não fomos abençoados com a eternidade e por isso valorizamos o que temos. O que sempre teremos, assim não nos falte a memória.

No teu coração sempre viverá.

Força!

Bjos

Natasha disse...

Tati meu amor..tati minha saudade!

Natasha disse...

Ela dizia que me amaria para todo sempre. e é assim que é!